" A minha estrela é doida! Coube-me nas sortes a Estrela-doida!" - José A. Negreiros -

quarta-feira, dezembro 22, 2004

continuei a correr. juventude. voltaram os padres

pela rapariga loira mas, diferentes agora. alguns.
outros dariam uma história longa. darão?

vaticano II. esperança de abertura entre os de fé. luta dos padres pelo seu direito a serem homens, não pedófilos ou castrados de infância.

mas tinham o seu próprio ditador. foi um momento bonito mas de parcos resultados.

serviram as reuniões pelo menos, para lhes abrir os olhos para a verdade da guerra nas colónias. crimes de guerra, não a célebre defesa da pátria!

os nossos provincianos e pacatos soldados tornavam-se feras ao ver morrer os irmãos. pobre geração de morrer e matar. guerra. pronto.


Desfile de tropas portuguesas em Luanda


aos fins de semana percorríamos o país. distribuição clandestina de informação de além oceano. grupos vários para norte e para sul.

conhecía melhor o alentejo. pensaram que eu preferiria ir com a irmã e o namorado dela.
aceitei. ou estava assim traçado?

2 Brilhos:

Blogger Maria Branco disse...

Estaria com toda a certeza...

12:06 da manhã

 
Blogger Madalena Pestana disse...

:)

12:43 da tarde

 

Enviar um comentário

<< Home