" A minha estrela é doida! Coube-me nas sortes a Estrela-doida!" - José A. Negreiros -

terça-feira, novembro 23, 2004

como cheguei a ti naquele dia? terá sido o vento? virei pluma?

um instante passou depois do que parecia um século sem ti. achei-te magicamente. havia gente à volta? creio que sim.

"madalena!" o grito estrangulado.

"mestre! porquê? porquê?" molhou-me o rosto
a lágrima da árvore que eras tu.


"Comme des larmes de lumière"- Maryannick Cornou




subia-nos os corpos uma sinfonia só audível por nós.

"foi horrível... não voltou... o que foi?" precisava eu saber ainda. toda a história.

havia gente sim: era uma lojinha pequena onde raramente estava e onde eu nunca fora. a sócia olhou. depois saiu. ficámos sós. momentos.

"leia esta carta, quer?" espantantei-me "de quem é?" "leia. pensei que conhecia o conteúdo..."

li. não descrevo o horror.

"como é que ela fez isto? tanta maldade! cruel como o demónio seria se existisse!"

" deus e o diabo somos nós todos os dias. cada um escolhe o que quer ser. deixe isso.
nós sabemos sobreviver agora que sei que não é você que pensa assim".

"mas fez de si um monstro!"

a rapariga loira endoidecera? não sei. não quis saber.
qualquer coisa se partiu nesse dia. irrecuperavelmente.

terminava o nosso tempo de condenados. já se ouviam os passos da sócia que chegava.
combinámos passar a tarde em tróia. foi um dia feliz. (não fora a confiança perdida na irmã. para sempre).

à tarde levou-me até ao barco.



cheguei à beira noite.

"que é que andaste a fazer? a estas horas?! depois ainda queres que te deixe ir."

"estive com a Júlia" era verdade. tinha ido connosco para tróia.

ouvia-a telefonar.

fechei a porta do quarto para poder continuar feliz. sorri.

6 Brilhos:

Anonymous Anónimo disse...

Ler-te é conhecer-te um bocadinho! retenho a sensação na tua escrita de «velocidade vertiginosa», talvez impressão minha. Gosto da associação das imagens.
Abd..

4:23 da tarde

 
Blogger Madalena Pestana disse...

Abd.. foi assim a minha vida: vertiginosa. Ainda bem se o consigo passar por uma escrita que não se quer romanciada.

tenho pressa de acabar. sofro enquanto escrevo. sou assim.

Obrigada por vires. Bjs. MP

4:26 da tarde

 
Blogger whiteball disse...

Sim, aos poucos vais-re revelando. Gosto

Mudando de assunto . às vezes quando tento seguir o link que me deixas nos comentários vai ter a uma página esquisita...de publicidade a viagens, compras etc...
Já ao tempo que não conseguia encontrar-te. Desejo que não volte a acontecer. Abraço, WB

5:04 da tarde

 
Blogger Madalena Pestana disse...

Olá WB. folgo em ler-te.
O Blogger às vezes tem coisas que não entendo. essa desconhecia.

Se entrares em directo será mais fácil?

Bjs. :)

5:12 da tarde

 
Blogger ognid disse...

Desilusões e dores difíceis de superar, calculo. Só hoje deu para vir até aqui, à minha leitura preferida :) bjs

11:12 da manhã

 
Blogger Madalena Pestana disse...

A vida tem destas coisas, Ognid.

Obrigada pela preferência: pura simpatia tua. :)

Hoje não vou ter tempo de continuar. Penso.

Bjs.

12:09 da tarde

 

Enviar um comentário

<< Home